#28 - O Homem Que Confundiu Sua Mulher com um Chapéu

Autor: Oliver Sacks
Ano: 1985
Descrição: Esta é uma obra de um 'cientista romântico', um neurologista que conserva a capacidade de se espantar diante do inusitado, diante de pacientes que, imersos num mundo de sonhos e deficiências cerebrais, preservam sua imaginação e constroem uma identidade moral própria. Em seus ensaios, Oliver Sacks transforma intencionalmente os relatos clínicos em artefatos literários, mostrando que somente a forma narrativa - com suas nuances imprevisíveis, seus detalhes dramáticos, os sofrimentos e experiências de personagens singulares - restituem à abstração da doença uma feição humana, desvelando novas realidades para a investigação científica e problematizando os limites entre o físico e o psíquico.
Escala-Lia:
Comentário: Livro sensacional, com histórias interessantíssimas, que retratam problemas neurológicos que eu sequer imaginava que existiam. O que torna este livro especial é que essas histórias não são meras descrições analíticas, que costumam ser frias e distantes. Elas falam de pessoas, de seres humanos, e não só dos seus próprios mundos individuais, mas também de como as pessoas ao seu redor lidam com estes problemas.

voltar