Gyaru, do inglês girl, lê-se "guiáru".

Em qualquer país, os jovens se dividem em tribos, que se vestem de determinado modo, têm um vocabulário próprio, têm seu gosto musical, freqüentam determinados lugares. No Brasil, os mais fáceis de serem lembrados são as patties e os boyzinhos, os skatistas, os clubbers e, mais recentemente, os emos.
No Japão, em especial em Shibuya e Harajuku (distritos de Tóquio), são as gyaru que se destacam de longe. Com seu comportamento ousado e irreverente, com suas roupas e maquiagens, acabam ditando tendências para o mundo inteiro em termos de moda de rua.

Alguns dos estilos mais conhecidos em que as gyaru se encaixam são:

Kogyaru
Tendo o prefixo ko, de kodomo (criança), as kogyaru são as colegiais (koukousei), estudantes do ensino médio, com seus uniformes de saias pregadas e suas meias folgadas.


Ganguro/Gonguro
Significa, literalmente, "rosto negro". São garotas artificialmente superbronzeadas, com o cabelo superdescolorido em tons de loiro alaranjado ou cinza prateado. As roupas geralmente são minissaias ou mini-vestidos, botas plataforma e casacos coloridos. A maquiagem na boca e ao redor dos olhos é branca, o que cria um alto contraste com a pele escurecida.


Yamanba/Manba
YamanbaYamanba é uma personagem do folclore japonês, uma bruxa velha da montanha, que tinha os cabelos dourados, quase brancos. Sua aparência serviu como referência para este tipo de gyaru que, assim como as ganguro, possuem a pele escurecida e usam maquiagem branca. Entretanto, as manba preferem escurecer a pele com bases para pele escura, devido ao risco de câncer do bronzeamento artificial. As roupas e acessórios são mais chamativos e mais coloridos. Os cabelos, além de clareados, também possuem mechas coloridas. Junto com a maquiagem branca, enfeitam o rosto com adesivos.


Kigurumin
As kigurumin são garotas que resolveram sair para as ruas vestidas de kigurumi, que são pijamas de corpo inteiro, de animais ou personagens de desenho, como vacas, tigres, Pikachu, Ursinho Puff, Hamtaro. A maquiagem usada é estilo manba, e os acessórios costumam ser bolsas fofas de bichinhos.


Gosurori
Do inglês gothloli, ou gothic lolita, como o próprio nome diz, Lolitas Góticas. Cheias de laços de rendas, babados e frisos, as suas roupas parecem ao mesmo tempo românticas e saídas de um túmulo da Transilvânia no século XIX.


Decora
Cores, cores, muitas cores! Do inglês decoration, as roupas das decora parecem ter todas as cores ao mesmo tempo. E se estiver faltando alguma cor, os milhares de acessórios - na maioria de plásticos - complementarão: presilhas, tiaras, colares, pulseiras. Além das bolsinhas de bichinhos fofos.


Onee-gyaru
Do japonês oneesan (irmã mais velha, ou coloquialmente, jovem mulher), são as garotas de 20-e-poucos anos, que já saíram do ensino médio. Provavelmente foram algum tipo de gyaru mais radical durante a adolescência, mas agora adotam um estilo mais sofisticado, mesmo continuando a se bronzear e tingir os cabelos de castanho claro ou loiro.


Himegyaru
Do japonês hime (princesa), são um tipo de onee-gyaru, mas que se vestem como princesas, usando vestidos elegantes e pomposos, geralmente brancos ou cor-de-rosa. A cor dos cabelos pode variar do castanho ao loiro, com penteados armados e bufantes.


Fontes de pesquisa:
- Google
- livro: Tokyo Girls